Âncora da GloboNews chora pelo menino Henry: “Inominável”

Compartilhe Nossas Notícias

TERRA.COM.BR

Conhecida pelo bom humor e dona de uma gargalhada deliciosa, Maria Beltrão era a imagem da desolação ao iniciar ao vivo o Estúdio I desta quinta-feira (8), na GloboNews.

A apresentadora abriu a edição logo após a transmissão de coletiva de imprensa com detalhes da investigação da morte do menino Henry, no Rio, incluindo a exibição de mensagens de WhatsApp nas quais a babá relatava as agressões contra o garoto.

O padrasto, vereador Dr. Jairinho, e a mãe da criança, Monique Medeiros, foram presos pela Polícia Civil nesta manhã. Serão indiciados por tortura e homicídio.

“A gente tá falando de uma realidade inominável, né, gente? Ih, vou chorar já… A gente tá falando de algo difícil de se qualificar ou definir. Desculpe se estou emocionada, vivemos uma época difícil… O que essa entrevista coletiva demonstrou, com essa troca de mensagens, é muito sério, muito triste. Eu peço licença, vou pedir um intervalo, desculpe o descontrole emocional”, disse, sendo dominada pelo pranto.

 

Os colegas de bancada André Trigueiro e Octávio Guedes assumiram a condução do programa enquanto Maria Beltrão se recuperava. A emoção da âncora certamente representa a comoção de milhões de telespectadores. Recentemente, a jornalista também foi às lágrimas na cobertura da pandemia de covid-19.

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias