Cidades - MT

Após leve redução na soja, Diamantino/MT espera bons rendimentos no milho

Safra de soja 20/21 teve queda de 1,5 saca por hectare com relação a produtividade média da temporada anterior. Já para a safrinha, chuva da última semana garantiu bom potencial produtivo para 60% das lavouras, índice que pode subir para 90% com mais uma boa precipitação no final da semana que vem.

A safra de soja 2020/21 foi concluída em Diamantino no Mato Grosso com uma leve queda de produtividade, que saiu das 58 sacas por hectare do ciclo passado para 56,5 sacas neste ano nas atividades que foram concluídas ao final de março.

De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Diamantino/MT, Altemar Kroling, a estiagem no início da safra em outubro e novembro foi a responsável por esta queda de rendimentos, mas a expectativa segue sendo de uma safra positiva com alta rentabilidade.

A liderança explica que cerca de 60% da produção já estava negociada antecipadamente em preços menores do que os atuais, mas a venda dos 40% restantes deve ser suficiente para elevar a renda do produtor e até mesmo compensar esta queda de produtividade.

Já a segunda safra de milho foi semeada atrasada, com 40% das lavouras ficando fora da janela ideal de cultivo, mas está sendo beneficiada por boas condições climáticas. Kroling destaca que a chuva da última semana propiciou que 60% das lavouras se salvassem com bom potencial produtivo e que mais uma precipitação no final da semana que vem pode elevar este índice para 90%.

Por: Guilherme Dorigatti
Fonte: Notícias Agrícolas

Deixe um comentário