Atleta cuiabana faz vakinha para representar MT em mundial na China

Compartilhe Nossas Notícias

JOAO AGUIAR

DA REDAÇÃO

Brenda Silva, de 22 anos, atleta cuiabana de Kung fu Wushu, foi convocada para representar o Brasil no Fisu Summer World University, os jogos universitários de verão, que ocorrem em Chengu, na China, entre os dias 9 e 25 de agosto. Ela é a única atleta de Mato Grosso que pode participar do evento.

No entanto, a modalidade em que Brenda compete foi cortada do orçamento pela Confederação Brasileira de Kung- Fu Wushu (CDKW), por isso, ela precisou realizar uma ‘vakinha’ online para conseguir custear sua ida até o oriente.

Em conversa com o , Brenda conta que compete no Kung fu desde criança. “Meus pais eram professores de Kung fu, e meu pai é até hoje, e eu cresci no meio da academia. Eu moro em cima da academia. Minha vida inteira eu acordava e dormia vendo o pessoal treinando, e sempre estive no meio do Kung fu”, relata.

“Tudo foi um processo bem natural. Meus pais começaram a me colocar dentro de competições e conforme eu fui crescendo eu fui tomando gosto pela competição e comecei a criar objetivos conforme eu fui crescendo”, complementa a atleta.

Um dos objetivos de Brenda, era entrar na seleção brasileira de Kung fu. “Com 14 anos eu consegui participar do meu primeiro evento internacional representando o Brasil e desde então eu não parei. Hoje eu tenho 22 anos e continuo competindo”, afirma.

No Brasil, Brenda é a 3º lugar no Ranking Nacional de Atletas de Taolu Esportivo, divulgado em 2021 pela Confederação Brasileira. “Estou entre as melhores atletas do Brasil de Kung Fu”.

Brenda Silva faz parte do programa Bolsa Atleta de Mato Grosso, e neste ano conseguiu novamente a ajuda do governo. “É uma ajuda importante para os atletas aqui do estado, porém não é o suficiente para custear minha viagem para a China”, explica.

“A gente investiu muito na vakinha, muita gente me ajuda a compartilhar, mas ainda está longe do meu objetivo final, que são os R$ 17 mil. Além da vakinha a gente também trabalha com rifa e outras coisas para ajudar nessa parte financeira”, conta a atleta.

Brenda diz ainda que está tentando de tudo para conseguir participar do mundial. “Nós também estamos correndo atrás de um patrocínio do governo, de deputados. Estamos vendo de todas as formas possíveis para eu poder ter certeza de que eu consiga essa parte financeira no final para representar Mato Grosso e o Brasil no mundial”, termina.

Aqueles que tiverem interesse em ajudar podem contribuir de pela Vakinha, clicando aqui, ou entrar em contato com o treinador pelo número: 65 9925-5842

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias