Banhistas sem máscaras e em guarda-sóis desrespeitam regras da fase vermelha em praias de Santos, SP

Compartilhe Nossas Notícias

Banhistas foram às praias de Santos, SP, apesar de restrições e medidas preventivas à Covid-19 — Foto: Carlos Nogueira/Jornal A Tribuna

Com as novas regras, o acesso à faixa de areia e ao mar só está permitido, segundo o decreto municipal, para a realização de atividades físicas individuais. O uso de máscaras de proteção facial permanece obrigatório.

As praias de Santos, no litoral de São Paulo, ficaram cheias durante esse domingo (31), com banhistas sem máscaras e em guarda-sóis, proibidos durante os finais de semana. Com as novas regras, a Baixada Santista está classificada na fase laranja durante os dias da semana e na fase vermelha aos finais de semana e feriados e, após as 20h, nos dias úteis.

Por conta da regressão de fase, guarda-sóis não podem ser montados na faixa de areia, seja pelos quiosques e barracas ou pelos banhistas. Além disso, está proibido o consumo de bebida alcóolica nas vias públicas do município.

O acesso à faixa de areia e ao mar só está permitido, segundo o decreto municipal, para a realização de atividades físicas individuais. O uso de máscaras de proteção facial permanece obrigatório.

No entanto, neste domingo, centenas de banhistas desrespeitaram as medidas ignorando a necessidade do uso do item de proteção individual. Em caso de descumprimento da medida, o infrator pode ser multado em R$100.

Alguns também chegaram a instalar guarda-sóis e esteiras na faixa de areia, que é proibido. Os registros foram feitos pela manhã deste domingo, nas praias entre os Canais 5 e 6.

Nas imagens, é possível ver que além do descumprimento do uso obrigatório da máscara e dos guarda-sóis, os banhistas também se aglomeraram na faixa de areia. As autoridades em Saúde orientam a população a não se aglomerar devido ao alto risco de transmissão e contaminação da Covid-19.

Confira as regras nas praias para a fase vermelha em Santos:

Pode:

Quiosques com delivery: liberado o funcionamento por delivery, sem consumo ou retirada de produtos no local;
Atividades físicas: orla e faixa de areia liberadas para a prática de atividades físicas e esportivas individuais.

Não pode:

Quiosques, barracas de alimento e vendedores ambulantes: a atividade está liberada somente de segunda a sexta-feira, por oito horas diárias, entre 6h e 20h. A montagem de guarda-sóis para consumidores está limitada a dez unidades, com duas cadeiras cada;
Bebidas alcoólicas e refeições: está proibido em toda a extensão da orla, assim como nos demais espaços públicos do município;
Guarda-sóis, cadeiras, esteiras e barracas de clubes.

 

G1-SP


Compartilhe Nossas Notícias