Botelho nega debandada de descontentes e diz: “Ninguém sai”

Dilmar e Júlio Campos manifestaram interesse em se desligar da sigla para disputar eleição proporcional
Compartilhe informação
O deputado Eduardo Botelho: apaziguador
Divulgação – O deputado Eduardo Botelho: apaziguador

SEM CRISE NO UNIÃO

Presidente da Assembleia Legislativa, o deputado Eduardo Botelho garantiu que nenhum filiado do antigo DEM, atual União Brasil, deixará a sigla para disputar a eleição de outubro deste ano.

Recentemente, o deputado estadual Dilmar Dal’Bosco e o ex-senador Júlio Campos demostraram descontentamento com a nova sigla. Ambos apontaram “desorganização” da direção, que não tem presidência desde a sua fusão.

Nos bastidores, há ainda a conversa de que o secretário de Cultura Alberto Machado, o Beto Dois a Um, e o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo também poderiam deixar o União para se candidatarem à Assembleia em uma sigla menos “inchada”.

“Dilmar não sai; Júlio Campos não sai; Beto não sai; Gilberto não sai. Ninguém sai do partido, já está bem conversado isso”, garantiu Botelho.

Uma reunião chegou a ser marcada para a noite de quinta-feira (17) para tratar do descontentamento dos correligionários, mas acabou sendo cancelada a pedido do governador Mauro Mendes (União Brasil).

Um novo encontro, ainda sem local e horário, ficou acordado para acontecer na segunda-feira (21) .

“Eu já conversei com Dilmar, que estava mais ansioso, e com Julio, que também estava cobrando, e todos entenderam que segunda-feira está dentro do prazo. Eu também os tranquilizei”. 

“O deputado Fábio Garcia nos mostrou a relação dos pré-candidatos. Nós estamos com uma chapa bem montada, com números suficientes para eleger quatro deputados estaduais”, completou.

CÍNTIA BORGES
MIDIA NEWS

Participe de nosso grupo no WhatsApp
Entre Clicando no botão
 

 

Parceiros

     

 

 

Compartilhe informação
Veja também