Caixa Econômica avalia demolição de 300 casas populares em residencial

Compartilhe Nossas Notícias

A Caixa Econômica Federal avalia juntamente com a construtora se 300 casas populares do residencial Carvalho I, II e III, localizados em Barra do Garças (a 518 quilômetros de Cuiabá), precisarão ser demolidas. Os imóveis são provenientes do programa Minha Casa Minha Vida.

As obras do local foram paralisadas em 2015, quando a Caixa rescindiu contrato com a empresa contratada. Ao longo da realização dos trabalhos, que foram retomados em agosto de 2020, foram identificadas algumas patologias decorrentes dos serviços prestados pela construtora original.

Por conta disso, a Caixa em conjunto com a construtora que retomou as obras, avalia a melhor solução técnica para recuperação dos imóveis. Ainda não há confirmação, por parte da Caixa, se as casas serão derrubadas.

O Ministério Público Federal (MPF) chegou a monitorar os trabalhos para minimizar o prejuízo ao patrimônio público visto que o material utilizado estava se deteriorando.

A estimativa é que 1.400 famílias sejam beneficiadas com casas novas. Ao município de Barra do Garças coube apenas cadastrar as pessoas que se enquadram na modalidade exigida para serem beneficiadas com as residências.

OLHAR DIRETO


Compartilhe Nossas Notícias