Cliente reclama de lanche ruim e restaurante retruca: “barato sai caro”

Compartilhe Nossas Notícias

TOP MÍDIA NEWS

Cliente decidiu demonstrar a insatisfação com um lanche e recebeu uma resposta grosseira do restaurante, que não teria gostado da crítica. O constrangimento foi compartilhado nesta quinta-feira (18), no grupo Aonde não ir em Campo Grande, no estado vizinho Mato Grosso do Sul.

Segundo o cliente, o aplicativo ofereceu dois lanches pelo preço de um, porém a comida não atendeu as expectativas.

O cliente teria adiado por vezes a avaliação do lanche, mas como o aplicativo insistia, decidiu fornecer o comentário. “Não tem nada de grego. A carne parece ser do dia anterior. O pão parecia amanhecido. Não gostei da experiência”, relatou.

Ele imaginou que a crítica serviria para melhorar os lanches, mas recebeu uma resposta em tom grosseiro vindo do estabelecimento.

“É aquela história de o barato sai caro, pede sem ser da promoção, eu vou caprichar. Olha o preço da carne meu caro para você ficar falando bobagem. Cliente como você eu nem quero também, seu quebrado, não tem coragem nem de comprar um lanche a não ser da promoção”, retrucou o estabelecimento.

Reclamação do cliente gerou resposta grosseira do estabelecimento

A resposta acabou surpreendo o cliente, que não imaginava ser tratado daquela maneira. Na visão do consumidor, teria faltado ética, educação e respeito do estabelecimento.

“Acredito que se me disponho a prestar um serviço, devo estar ciente que também poderei receber críticas e que devo analisar cada uma e levar para o crescimento da empresa”, apontou na publicação. “Porém esse estabelecimento parece ser muito alecrim dourado, que não gosta de ser contrariado”, completou.

 

“Só não entendo, se não pode oferecer algo de qualidade, porque ainda deixa o lanche na promoção lá?”, questionou.

O outro lado

O gerente do restaurante, Bruno Luiz Queiroz Mendes, 30 anos, reiterou em seu posicionamento que houve um excesso por parte do cliente e que tudo poderia ter sido resolvido ao entrar em contato com o estabelecimento, sendo que o dinheiro poderia ser devolvido.

“Do mesmo jeito que ele veio com resposta agressiva, a gente se posicionou do mesmo jeito. Um cliente como ele eu não quero”, destacou em contato com a reportagem. O gerente ainda alega que o consumidor mentiu.

De acordo com Bruno, os lanches são preparados na hora. Alguns podem chegar frios conforme o deslocamento, mas, segundo ele, a crítica não condiz e a avaliação da maioria dos clientes contraria o que foi dito pelo consumidor.

“Não teria que fazer o que foi feito, era só pedir o dinheiro de volta”, pontuou o gerente.

Bruno Luiz Queiroz ainda pede uma nova chance ao consumidor para poder mostrar o valor do estabelecimento, seja por devolver o dinheiro ou fazer um novo lanche, e que tudo pode ter sido um grande mal-entendido.

*Matéria editada às 10h04 para acréscimo de informação

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias