Corpo de criança morta por covid é deixado por 24h em hospital

Compartilhe Nossas Notícias

METRÓPOLES

O Sindicato dos Vigilantes do Distrito Federal (Sindesv-DF) denuncia que o Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) deixou o corpo de uma menina de 4 anos na emergência da unidade por mais de 24h. A menina morreu com suspeita de Covid-19.

Gilmar Rodrigues, diretor de Comunicação do Sindesv-DF, esteve no Hmib por volta de 8h desta terça-feira (30/3). Segundo ele, vigilantes teriam reclamado da situação, mas foram repreendidos por um funcionário da direção da unidade de saúde da Asa Sul. “Foram reclamar, e ele falou que eles não tinham nada a ver e que, se não quisessem trabalhar, ele mandaria devolver todos de lá”, contou.

“Essa salinha fica na entrada da emergência pediátrica, onde ficam os vigilantes. Esse corpo estava lá há mais de 24h, numa sala que não tem refrigeração, nada. A informação que a direção do hospital passou para a segurança é de que todos os corpos de criança que morrerem agora de Covid vão ficar naquele local. É um absurdo. Todos os pacientes passam por ali”, reclamou Gilmar.

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias