Cuiabá ameaça fechar casas noturnas após primeira notificação

Compartilhe Nossas Notícias

Segundo a prefeitura, empresários não têm cumprido as regras sanitárias para evitar a propagação da covid-19

(Foto: Daniel Dinu / Pexels)

Casas noturnas em Cuiabá terão medidas mais rígidas de funcionamento e poderão perder o alvará após uma única advertência. O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) disse que passará a adotar “tolerância zero” com os empresários do ramo, para fazer valer os decretos de biossegurança da pandemia. 

“Estamos elaborando um projeto de lei específico para a pandemia. É tolerância zero para o comportamento destas casas de shows e boates que temos constantemente notificar, multar, suspender em definitivo o alvará. Vai ser dado advertência e, posteriormente, até o fechamento definitivo do estabelecimento”, disse. 

A medida foi anunciada nesta quinta-feira (11), pouco dias após uma casa show ser fechada duas vezes em menos de um mês, por causa da aglomeração de pessoas.

Para o prefeito, a punição aos empresários é a medida mais efetiva para o controle de público. 

Ele disse que têm sido frequentes as reclamações de falta de uso de máscara facial, distanciamento entre as pessoas e outras medidas previstas nos decretos que estabelecem  regras para o funcionamento durante a pandemia. 

Carnaval 

Uma das preocupações é aglomeração que o fim de semana de Carnaval poderá causar em alguns pontos da cidade, por exemplo a Praça Popular. Segundo a Prefeitura, donos de bares e restaurantes se comprometeram a cumprir as medidas decretadas. 

Em uma reunião realizada com empresários de vários segmentos nessa quarta-feira (10), eles acataram a regra do decreto que autoriza o atendimento ao público até à meia-noite a partir deste fim de semana. E, quando estiver com as portas abertas, deverão limitar a lotação a 70% da capacidade. 

“A partir de zero hora, quem estiver aberto e em funcionamento será autuado. Não vai ter a perspectiva da orientação, porque ninguém pode argumentar desconhecimento do que já está sendo falado há meses”, disse o secretário de Ordem Pública, Leovaldo Sales. 

Começa a valer na próxima segunda-feira (15) o Decreto nº 8.316, que proíbe os bailes de Carnaval até à Quarta-feira de Cinzas e transformou os pontos facultativos do poder público em dias úteis. 

O Livre


Compartilhe Nossas Notícias