Cuiabá recebe certificação da ONU como cidade resiliente

O documento é conferido aos municípios que fomentam as condições de enfrentamento às situações de emergência causadas por desastres naturais.
Compartilhe informação
Reprodução – Ao todo, apenas 1.039 cidades no mundo aderiram ao programa.

O município de Cuiabá recebeu nesta terça-feira (19), o certificado “Making Cities Resilient 2030 (MCR2030) – Construindo Cidades Resilientes” liderada pelo Escritório das Nações Unidas para a Redução de Riscos (UNDRR).

Ao todo, apenas 1.039 cidades no mundo aderiram ao programa. O documento é conferido aos municípios que fomentam as condições de enfrentamento às situações de emergência causadas por desastres naturais.

Desta forma, a Prefeitura de Cuiabá, por meio da Defesa Civil Municipal, vem desenvolvendo as 10 ações essenciais propostas pela ONU no campo estrutural, institucional, de planejamento e de gestão de riscos para garantir que a cidade se torne mais inclusiva, segura, resiliente e sustentável ​​até 2030.

O diretor da Defesa Civil de Cuiabá, José Pedro Zanetti, falou sobre a importância do programa.

“Esse programa tem como base 10 passos básicos que vão desde a organização do sistema de redução de risco, redução de vulnerabilidade, proteção da população, melhorias da cidade como um todo e várias outras ações. Nós já fomos certificados uma vez e agora Cuiabá está novamente fazendo parte desse programa. Já temos alguns passos alcançados e isso é muito bom para o município, pois fazemos parte de um grupo em que apenas 1,3 mil cidades do mundo estão inscritas”, destacou Zanetti.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, enalteceu o esforço e a dedicação dos profissionais.  “A adesão denota, mais uma vez, que a capital mantém uma gestão que pauta-se pela proteção, ao que possui de maior valor, o seu povo.  O certificado é um reconhecimento ao município e  sua capacidade de atuar de forma imediata diante de eventos”, declarou o prefeito.

DO REPÓRTERMT

Participe de nosso grupo no WhatsApp
Entre Clicando no botão
 

 

Parceiros

     

 

 

Compartilhe informação
Veja também