Política

Daniel Silveira virá réu por “crimes contra a segurança nacional”

Por unanimidade, Supremo tornou réu deputado Daniel Silveira, por “atos antidemocráticos contra o Supremo Tribunal Federal”

(Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Na tarde desta quarta (28), o Supremo Tribunal Federal determinou o acolhimento da denúncia contra o deputado federal Daniel Silveira (PSL), por 11 votos a zero. O deputado será julgado por alegados “crimes contra a segurança nacional” e por coação no curso do processo.

De acordo com o relator do processo, o ministro Alexandre de Moraes, a “independência do Poder Judiciário e a integridade dos ministros” foram prejudicadas devido às ofensas feitas em um vídeo pelo deputado.

Por meio de uma live e em publicações nas redes sociais, o deputado Daniel Silveira criticou o Supremo Tribunal Federal e fez ofensas a alguns ministros da Suprema Corte.

Ainda em fevereiro, um dia após a live, o deputado foi preso por decisão do ministro Alexandre Moraes.

A decisão causou repercussão nas redes sociais e opositores afirmam que Alexandre de Moraes teria agido de forma autoritária.

O Livre

Deixe um comentário