Entenda o que pode ou não funcionar a partir da 0h desta terça-feira

Compartilhe Nossas Notícias

O Tribunal de Justiça determinou que todos os 141 municípios de Mato Grosso sigam as recomendações do Governo de Mato Grosso quanto às medidas restritivas contra a covid-19.
A decisão foi dada nesta segunda-feira (29.03), a pedido do Ministério Público Estadual (MPE). A determinação autoriza os municípios, caso achem necessário, a tomar medidas mais duras do que as recomendadas no decreto estadual.Confira abaixo quais medidas devem ser tomadas por cada município, de acordo com a atual classificação de risco:MUNICÍPIOS COM A CLASSIFICAÇÃO DE RISCO MUITO ALTAAraguainha, Barão de Melgaço, Canabrava do Norte, Itanhangá, Jangada, Juscimeira, Nova Santa Helena, Planalto da Serra, Ribeirãozinho, Santa Cruz do Xingu, Santa Rita do Trivelato, Santa Terezinha, Santo Antônio do Leste, São José do Povo, São José do Xingu, São Pedro da Cipa, Torixoréu, União do Sul, Alta Floresta, Apiacás, Aripuanã, Brasnorte, Cáceres, Campo Novo do Parecis, Campo Verde, Carlinda, Cláudia, Cuiabá, Diamantino, Guarantã do Norte, Juara, Juruena, Lucas do Rio Verde, Marcelândia, Matupá, Mirassol D’Oeste, Nova Mutum, Nova Xavantina, Paranatinga, Peixoto de Azevedo, Poconé, Pontes e Lacerda, Primavera do Leste, Rondonópolis, Sapezal, Sinop, Sorriso, Tapurah, Várzea Grande, Vila Bela da Santíssima Trindade.MEDIDAS A SEREM TOMADAS- Todas as restrições da classificação de risco alta.- Quarentena coletiva obrigatória no território do Município, por 10 dias, podendo ser prorrogado- Suspensão de aulas presenciais em creches, escolas e universidades.- Barreiras sanitárias para triagem da entrada e saída de pessoas, ficando autorizada apenas a ci…

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias