Ex: mulher descumpriu medida, invadiu casa e agrediu advogado

Casal vive uma separação litigiosa, inclusive com relatos de ferimentos à faca
Compartilhe informação
Divulgação – A Polícia Militar foi acionada para conter a confusão

BARRACO NO MANSO

O ex-marido da mulher identificada como R.M.C.A.S. negou que seu advogado a tenha agredido na quinta-feira (16) no Condomínio Vale do Manso, em Chapada dos Guimarães (a 70 quilômetros de Cuiabá).

Segundo T.L.F., que também é advogado, sua ex-esposa descumpriu uma medida judicial de se manter distante dele, invadiu a casa em que ele estava e agrediu com arranhões seu advogado F.H..

A mulher também registrou um boletim de ocorrência contra F.H., acusando-o de agressão, o que ele nega.

O casal vive uma separação litigiosa e disputa na Justiça a posse de imóveis e o pagamento de pensão alimentícia. Uma decisão do desembargador João Ferreira Filho inclusive cita que R.M.C.A.S. chegou a ferir o ex com uma faca, algo que, conforme o processo, ficou comprovado em laudo pericial.

Ainda segundo a decisão do desembargador, ela “também faz questão de afrontar as decisões do Poder Judiciário, haja vista que mesmo com reforço policial deixou explicitamente de cumprir ordem judicial durante o cumprimento da Reintegração de Posse do imóvel (…) sendo necessário que a mesma fosse levada detida pela Polícia Militar por 02 (duas) oportunidades no mesmo dia para o efetivo cumprimento do mandado”.

O boletim de ocorrência registrado pelo ex-marido acusa R.M.C.A.S. de invadir a casa na quinta-feira em Chapada.

“Narra a vítima que estava em sua residência, que estava portando uma decisão judicial de afastamento decorrente do agravo de instumento (…) quando chegou a suspeita invadindo o local, se comportando de maneira descontrolada, filmando algumas crianças que estavam dentro da residência (…), deixando as crianças apavoradas”, consta no boletim de ocorrência registrado pelo ex.

“Passou nos cômodos afrontando a todos. […] Após isso a suspeita saiu da casa e passou a afrontar várias pessoas que estavam lá fora. Como não conseguiu atenção a portaria, acordou o zelador e fez o mesmo ligar para a Polícia Militar”, segue o B.O..

Ocorre que, segundo T.L.F. narrou à Polícia, o seu advogado – que estava junto com ele na casa – já havia ligado para a Polícia Militar por duas vezes.

Consta ainda no documento que, ao deixar a residência, a ex-mulher chegou a empurrar o advogado do ex-marido e deixado arranhões em seus braços.

Versão da mulher

A mulher contou aos policiais que foi agredida pelo advogado do ex-marido. Segundo ela, por estar em processo de separação, houve determinação para o uso dos bens do casal, todos eles deveriam ficar desocupados até que houvesse uma decisão.

No entanto, ela diz que recebeu uma ligação anônima informando que havia pessoas na propriedade localizada no Município de Chapada e foi até lá para ver o que estava acontecendo. Seu objetivo, segundo ela, era filmar a utilização indevida do imóvel.

Quando chegou, ela diz ter encontrado o advogado F.H, acompanhado por uma mulher, bem como outros dois advogados e o ex, todos também acompanhados por mulheres.

Segundo o boletim de ocorrência, ela entrou na casa com o celular em mãos para fazer a filmagem, quando teria sido agarrada pelos cabelos por F.H., que ainda a teria empurrado para fora da casa e chutado.  

DO MIDIA NEWS

Participe de nosso grupo no WhatsApp
Entre Clicando no botão
 

 

Parceiros

     

 

 

Compartilhe informação
Veja também