Política

Giraldelli encerra mandato no TRE-MT e fala em “superação de flagelo”

Presidente do TRE-MT afirmou que a adaptação dos serviços ao trabalho remoto e a realização de três eleições foram os maiores desafios

(Foto: Assessoria do TRE)

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT), desembargador Gilberto Giraldelli, encerrou nesta segunda-feira (26) seu mandato com discurso de “superação de flagelo” em dois anos no cargo. 

A adaptação dos serviços no ano da pandemia e a realização de três eleições foi destacado por ele como os principais desafios da gestão. 

“Todos sabemos que tivemos flagelo social, pessoal e perdemos muito com a falta do contato face a face. Conseguimos superar parte da situação por meio da tecnologia, mas não dá para negar que houve dificuldade. Mas, prefiro encerrar com a mensagem positiva”, disse. 

O desembargador assumiu o cargo em março de 2019; no mesmo ano, foi realizada a eleição ao governo de Mato Grosso.  No fim de março de 2020, houve suspensão dos serviços presenciais como medidas de proteção contra o contágio do novo coronavírus. 

Em novembro, ocorreram as eleições municipais, com dois turnos em Cuiabá, e a eleição suplementar ao Senado, para substituição da senadora cassada Selma Arruda. 

“Eu quero agradecer a população de Mato Grosso que, mesmo na situação de pandemia, compareceu em massa votar confiando nos trabalhos do tribunal. Mesmo com as restrições necessárias, as eleições ocorreram com sucesso”, pontuou. 

O biênio de comando no TRE-MT foi realizado em conjunto com o desembargador Sebastião Barbosa Farias como vice-presidente. A nova composição da presidência deve ser escolhida amanhã (27).

O Livre

Deixe um comentário