Homens invadem rádio e ameaçam locutor que criticou Bolsonaro

Compartilhe Nossas Notícias

TOP MÍDIA NEWS

Quatro homens invadiram a Rádio Comunidade FM e ameaçaram um dos locutores que havia criticado o presidente Jair Bolsonaro. O caso ocorreu em Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco. 

O caso, segundo a IstoÉ, ocorreu nesta terça-feira (6). O radialista Junior Albuquerque foi acuado e intimidado por conta de suas declarações. 

Júnior explicou que a invasão à rádio ocorreu porque ele disse que os apoiadores do presidente também são responsáveis pelo que chamou de ‘’genocídio’’ da população vítima da covid-19. 

“Eu fiz um comentário opinativo, que Hitler não era o único culpado do genocídio que aconteceu na Alemanha, pois quem o apoiou e quem se calou também teve sua parcela de culpa’’, detalhou o comunicador. 

A invasão foi gravada pelos próprios apoiadores do presidente e flagra o momento que o radialista é ameaçado. Albuquerque, mesmo em situação desfavorável, criticou a atitude os invasores e peitou um dos manifestantes. 

Um dos agressores reclama de ter sido chamado de ‘’genocida’’, tirou a máscara e se aproximou do radialista, que permaneceu sentado. 

ASSISTA:

Fonte: Top Mídia News

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias