Humorista morre em Cuiabá

PESAR
Compartilhe informação
Reprodução

PESAR

Cuiabá perdeu na madrugada de hoje (5), o comunicador Valdenor Jesus de Campos, aos 55 anos, o ‘Poxolito’. Criador de personagens emblemáticos e que traziam à tona a valorização da cuiabania.  Valdenor faleceu após cerca de 20 dias internado no Hospital Municipal de Cuiabá Dr. Leony Palma de Carvalho. Ele apresentou problemas pulmonares durante uma viagem a cidade de Pontes e Lacerda. Posteriormente, foi transferido a capital onde permaneceu internado. Na madrugada de hoje acabou não resistindo a uma parada cardíaca. 

Ao longos dos anos, sempre ligado às causas comunitárias, Valdenor atuou também perante a direção cultural junto à Federação Matogrossense dos Bairros (Femab). 

Poxolito era uma figura muito conhecida e querida na capital. Criador do personagem ‘Dito’, sempre comparecia a inaugurações acompanhado por sua neta, ‘a Ditinha’ e pelo neto que embarcava no personagem, dando vida ao ‘Dito Júnior’. 

‘O carisma, a simpatia e a valorização da cuiabania integram o legado que nos deixa.  Um homem que sempre buscava valorizar nossa terra, nossa gente, que conseguia levar riso e um pouco de nossa história a todos os ambientes que frequentava. Deixará saudades o nosso amigo, grande comediante e apoiador. Meus sinceros sentimentos à família”, declarou  o prefeito de Cuiabá. 

“Poxolito foi um grande amigo que a vida pública me deu. Tenho a certeza que os médicos do HMC fizeram todo o possível para que sua vida fosse preservada. Mas sabemos que agora ele está acolhido nos braços de Deus. Fica o nosso respeito e carinho a ele e que se estende a todos os familiares. Muito obrigado, Poxolito, por tudo que você fez por Cuiabá, por Mato Grosso! Tenho muito orgulho de ser seu amigo”, externou o vice-prefeito de Cuiabá, José Roberto Stopa.

O assessor técnico da Secretaria de Governo, Walter Arruda, conhecida Poxolito há mais de trinta anos. “Era um homem dedicado ao cenário cultural, ao debate proposito pelos bairros. Por trinta anos trabalhou em conjunto com a Federação dos bairros.  Todos nós, do movimento comunitários, estamos dilacerados pela dor. Que Deus ampare a família de nosso amigo”. 

Valdenor era casado com a senhora Rosimeire de Loureiro e deixa quatro filhos. Ainda não foram divulgadas informações quanto ao horário de sepultamento e local de velório.

FOLHA MAX

Participe de nosso grupo no WhatsApp
Entre Clicando no botão
 

 

Parceiros

     

 

 

Compartilhe informação
Veja também