Idosa perde R$ 540 mil acreditando viver romance virtual com Bruno Mars

Compartilhe Nossas Notícias

EXTRA GLOBO

Uma idosa perdeu o equivalente a cerca de R$ 540 mil ao acreditar estar vivendo um romance virtual com o cantor Bruno Mars. Na verdade, ela estava tendo contato com Chinwendu Azuonwu, golpista que se passava pela estrela da música americana.

Chinwendu foi preso, acusado de estelionato. Sua primeira audiência em tribunal no condado de Harris (EUA) ocorreu na terça-feira (9/2).

Segundo promotores do caso, o golpe começou em setembro de 2018, tendo como alvo a vítima de 63 anos, de acordo com a emissora KTRK-TV, de Houston (Texas).

A mulher, que não teve a identidade revelada, teria dito aos investigadores que uma pessoa fingindo ser Mars a convenceu de que ela compartilhava uma conexão significativa com o cantor de 35 anos. “Apaixonada”, a vítima começou a dar dinheiro, atendo a pedidos do golpista. O dinheiro era depositado em duas contas, uma aberta pelo próprio Chinwendu e outra, por seu comparsa, Basil Amadi.

O Mars falso inicialmente pediu à idosa US$ 10 mil (R$ 54 mil) para “um amigo da banda” a fim de ajudar a custear as despesas da turnê. Foi atendido. Dois dias depois, o golpista solicitou à vítima mais US$ 90 mil (R$ 486 mil). O dinheiro também foi transferido.

Documentos obtidos pela KTRK-TV dizem que a idosa se apaixonou pela conversa com “Mars” e com as fotos enviadas por “ele”.

O valor da fiança do golpista deverá ser estipulado em R$ 162 mil, segundo afiliada da rede ABC.

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias