Jornalista é agredida por familiares de vítima de homicídio em Primavera do Leste

Compartilhe Nossas Notícias

Durante a cobertura de um homicídio ocorrido na noite desta terça-feira (30), uma jornalista de Primavera do Leste foi agredida e teve o celular tomado e jogado no chão por familiares da vítima. Ela chegou a ser ameaçada pelos agressores.

Segundo consta no boletim de ocorrência, a jornalista Ligiane Moreira de Almeida, 35 anos, foi até o local para fazer a reportagem do assassinato ocorrido em um estabelecimento comercial na Avenida Primavera, em frente à Câmara Municipal.

Ela relata que, ao chegar no local, conversou com alguns populares que a informaram sobre o ocorrido e ao começar a gravar, uma mulher disse que ela não poderia gravar ali. Ao dizer que só estava fazendo o seu trabalho, várias mulheres e um homem se aproximaram, tomaram o celular da jornalista, jogaram no chão e pisotearam.

De acordo com a jornalista, ela conseguiu pegar o celular de volta e continuou o trabalho, neste momento, a família da vítima a empurrou diversas vezes e tomou o celular novamente, devolvendo após ordem dos policiais que estavam no local.

Ainda conforme o registro da ocorrência, os familiares da vítima fizeram diversas ameaças a integridade física e moral, e proferiram palavras de baixo calão. A Polícia Militar (PM) interviu impedindo as agressões.

Após o ocorrido, a vítima registrou a ocorrência da delegacia virtual da Polícia Judiciária Civil e, por temer represálias, solicitou proteção policial para ela e para a família, porque, segundo ela, os agressores a fotografaram e também fotografaram o veículo.

Fonte: Clique F5


Compartilhe Nossas Notícias