Justiça autoriza arresto de R$ 200 mi de membros de grupo que atuava como banco paralelo para financiar crimes

AconteceMT

​OPERAÇÃO ARGENTARIUS

AconteceMT

A Justiça autorizou o arresto das contas bancárias dos investigados na ‘Operação Argentarius’, do município de Rondonópolis (a 217 km de Cuiabá). De acordo com a Polícia Federal, quase R$ 200 milhões foram encontrados nas contas dos investigados. Durante a operação, que desestruturou uma organização criminosa que atuava como um banco paralelo financiando atividades criminosas, não houve apreensão de dinheiro físico, já que tudo está em contas bancárias.

Foram cumpridos 29 mandados de busca e apreensão nas cidades de Rondonópolis (23), Cuiabá (4), Paranavaí/PR (1) e Santana do Araguaia/PA (1). Conforme as investigações, mais de R$ 500 milhões foram movimentados. A PF confirmou que a Justiça autorizou o arresto das contas, onde estavam R$ 200 milhões.

A investigação também apontou a existência de laranjas que emprestavam suas contas para que ocultar a origem e destino dos valores. Estas pessoas não possuíam poder econômico para as movimentações expressivas que realizavam. Além disso, foi verificada a existência de várias empresas de fachada.

AconteceMT

OLHAR DIRETO

AconteceMT

Entre em nosso grupo de WhatsApp e receba notícias em tempo real Clique na imagem do WhatsApp

Veja Também