Legislativo: Mãe do senador Jayme Campos morre vítima do covid-19

Compartilhe Nossas Notícias

Mãe do senador Jayme Campos (DEM) e do ex-governador de Mato Grosso, Júlio Campos, Amalia Curvo de Campos, de 96 anos, morreu na noite dessa quarta-feira (10) vítima do coronavírus. Ela estava internada no Hospital Santa Rosa, em Cuiabá. O anúncio foi feito pelos políticos nas redes sociais.

Júlio Campos, de 74 anos, que também é ex-prefeito de Várzea Grande, ex-deputado federal e conselheiro aposentado do Tribunal de Contas do Estado, disse que a mãe morreu às 23h30.

Júlio Campos explicou que, por causa da Covid-19, não haverá velório.

O cortejo sairá do hospital na manhã desta quinta-feira (11) e o enterro está previsto para às 11h30 no Cemitério São Francisco, em Várzea Grande.

Amelia foi primeira dama do município, nos anos de 1953 e 1961, e fundadora dos partidos políticos PSD, Arena, PFL e DEM.

Os vereadores Amilson Neponoceno (SOLIDARIEDADE) Presidente da Câmara, George Ribeiro (PSC) Vice Presidente, Vanuzia Araújo (MDB) 1° Secretaria, Tico Nazário (PTB) 2° Secretário, Ademir Figueiredo (MDB) (Tesoureiro), Alexandre do Bauxi (PSB) (Presidente da Comissão de Constituição e Justiça), Flávio Loureiro (PSC) (Presidente da comissão de Finanças e Orçamento), enlutados sabem o significado da imagem de uma mãe para uma família. “Mulher, Mãe, Avó imagem que representa o amor”. Os vereadores deixam todo sentimento de pesar ao Senador e familiares.

Assessoria Câmara Municipal


Compartilhe Nossas Notícias