Mauro alerta: “Pessoas não obedecem; situação pode fugir do controle”

Compartilhe Nossas Notícias

DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) alertou para o risco do atual conceito de insubordinação da sociedade, que em algum momento “pode fugir do controle”.

A observação de Mauro foi feita em entrevista à Rádio CBN SP, na última quinat-feira (25), ao comentar que não decretaria lockdown em Mato Grosso porque a população não seguiria.

“É muito difícil você decretar (lockdown) onde existe um grande número de pessoas não querendo algo, você impor. Você manda e as pessoas não obedecem. Lamentavelmente, no país, no Brasil hoje está se consolidando um conceito, um sentimento de insubordinação, as pessoas não querem obedecer as autoridades, o desrespeito às autoridades, às pessoas, às leis, é algo que está ficando latente no nosso país. Isso é muito perigoso, muito ruim e em algum momento isso pode fugir do controle”, pontuou.

Mauro lamentou que sem o distanciamento social a tendência é de alto número de infecões e mortes. O Estado está praticamente sem UTIs para pacientes com covid. A taxa de ocupação de leitos é de 98,11% e os leitos disponíveis são considerados de reserva para os pacientes que estão em enfermaria e podem ter o quadro agravado. Na última quinta-feira,o Estado tinha 179 pessoas aguardando por um leito de UTI.

Sem conseguir aprovação dos deputados estaduais para antecipar feriados e tentar reduzir a circulação de pessoas, o governador decretou na quinta-feira (25), medidas mais duras, como a proibição de consumo de bebidas alcoólicas em locais de venda e ainda recomendou o ‘fechamento’ de comércio por 10 dias, em cidades com nível muito alto de contágio de coronavírus, o que representa 50 municípios, entre eles Cuiabá e Várzea Grande.

Entre outras medidas, Mauro estendeu o funcionamento do comércio de 5h até às 20h, inclusive supermercados.

Leia mais: 

Decreto proíbe consumo de bebidas e recomenda “fechar” cidades com alto risco de contaminação

Governo amplia horários de supermercados e delivery para evitar aglomeração 

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias