Mauro inaugura UTIs e critica que governo Bolsonaro deixa de cumprir obrigação

Compartilhe Nossas Notícias

MÁRCIA MATOS

DA REDAÇÃO

O governador Mauro Mendes (DEM) criticou, nesta terça-feira (09), a falta de ação do Governo Federal que tem deixado de implantar leitos de UTI para pacientes com covid-19, o que tem sobrecarregado o Estado, que está cumprindo o dever que seria da União gastando média de R$ 15 milhões ao mês para custear os leitos.

A declaração ocorreu em Primavera do Leste, onde Mauro inaugurou 10 novos leitos.

“Esse financiamento é obrigação do Governo Federal em parceria com as prefeituras. Hoje  estamos gastando em média R$ 15 milhões por mês do Governo do Estado para financiar essas UTIs e o Governo Federal que deveria ser no mínimo 50%, hoje é de R$ 8, 98 milhões. Então estamos gastando o dobro que o Governo Federal está gastando, porque não está habilitando leitos, não está mandando financiamento e isso é problema não só em Mato Grosso, mas no Brasil inteiro”, declarou Mauro ao emendar que a insatisfação não é só dele, mas de diversos governadores que têm se manifestado a respeito.  

Na solenidade, o governador falou sobre outros 20 leitos de UTI que já foram inaugurados em Cuiabá e Várzea Grande e sobre o planejamento de abrir levar mais UTIs a outros municípios como Sinop, Nova Mutum, Rondonópolis e Lucas do Rio Verde nos próximos dias. A preocupação, conforme Mauro, é ter estrutura preparada caso haja agravamento da pandemia, em Mato Grosso, devido às novas variantes da covid-19.

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias