Monge budista é resgatado de caverna inundada após 5 dias preso

Compartilhe Nossas Notícias

EXTRA.GLOBO.COM

Mergulhadores resgataram um monge budista que meditava em uma caverna na Tailândia inundada em cenas que ecoaram o resgate em 2018 de um time de futebol masculino preso igualmente em uma caverna do país asiático.

Manas Kemgoh, de 46 anos, estava em peregrinação quando entrou na caverna Phra Sai Ngam, na província de Phitsanulok, no norte do país, no sábado (3/4) para meditar.

O monge, vestindo apenas vestes marrons simples, ficou preso dentro da caverna após uma forte inundação, até que os socorristas puderam alcançá-lo cinco dias depois.

“A equipe de resgate foi informada na (terça-feira, 6/4) por um abade de que um monge estava desaparecido e que ele suspeitava que havia entrado em uma caverna para meditar”, disse a equipe de resgate Weerapong Jaighum à AFP nesta quinta-feira (8/4).

Uma equipe de mergulhadores foi enviada na terça-feira, mas se deparou com problemas.

“Muitas estalactites dentro da caverna dificultaram a operação de resgate dos mergulhadores”, disse a equipe, acrescentando que as fortes chuvas eventualmente os forçaram a abandonar a busca.

Na quarta-feira (7/4), eles montaram uma segunda operação de resgate, envolvendo 100 pessoas. Uma pequena equipe alcançou o monge e o envolveu em um cobertor de alumínio para mantê-lo aquecido enquanto verificava seu estado de saúde.

“O nível da água baixou no segundo dia, então não tivemos que usar bombas d’água para bombear a água presa dentro da caverna”, disse a Weerapong.

O monge tinha habilidades de natação, já havia mergulhado e era capaz de lidar bem com o resgate.

O religioso está agora em um hospital com uma leve febre.

O caso provocou comparações com a extraordinária saga do time de futebol “Wild Boars” que cativou o mundo em 2018. Depois de uma provação de 18 dias, os 12 meninos e seu treinador emergiram em segurança da caverna Tham Luang, no norte da Tailândia, após uma missão de resgate envolvendo mergulhadores especialistas estrangeiros e a Marinha tailandesa. A equipe se tornou uma celebridade global e desde então viajou pelo mundo.

O resgate também atraiu cineastas ansiosos por capturar a dramática operação na tela, com a Netflix conquistando os direitos de contar a história. Outro filme, “The Cave”, chegou às telas na Tailândia em 2019, focando nos esforços de resgate e até estrelado por um dos mergulhadores estrangeiros fazendo o papel de si mesmo.

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias