MP investiga denúncias de fura-fila da vacinação em 25 cidades

Compartilhe Nossas Notícias

Um mês após o início da campanha, já foram registradas 37 ocorrências de pessoas tentando burlar o plano nacional de imunização

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O Ministério Público de Mato Grosso investiga 37 denúncias de fura-fila na campanha de vacinação contra a covid-19. Vinte e cinco cidades estão na lista, com mais casos em Cuiabá, onde são apuradas cinco denúncias. 

As informações de que pessoas estavam passando na frente dos grupos prioritários  chegaram diretamente ao Ministério Público via o serviço de ouvidoria. Na Capital, houve registro um dia após o início da campanha, há um mês. 

Mas a secretaria municipal de Saúde, Ozenira Félix, descartou as informações por se tratar, segundo ela, de suspeitas infundadas. 

Na mesma época, a liberação do cadastro online na página Conecta SUS atrasou, porque o link vinculado ao Ministério da Saúde vazou e pessoas de outras cidades fizeram cadastro para entrar na fila de Cuiabá. 

Há algumas semanas, a prefeitura alertou que continuam as tentativas de residentes em outras cidades de reservar a vez na fila da Capital. A insistência levou a Secretaria de Saúde a incluir a apresentação de comprovante de residência na lista de documentos a serem apresentados. 

Também aparecem na lista do Ministério Público Rondonópolis, Chapada dos Guimarães, Sinop, Cáceres, Lucas do Rio Verde e Tangará da Serra, por exemplo. 

O Livre


Compartilhe Nossas Notícias
Enable referrer and click cookie to search for pro webber