Cidades - MT Destaque Agora

Nobres comemora 56 anos com ações do Governo do Estado em infraestrutura, educação, agricultura familiar e turismo

Nobres, cidade na Baixada Cuiabana com 15.334 habitantes e a 122 quilômetros de Cuiabá, completa 56 anos de emancipação administrativa neste sábado (01.05). Um dos principais destinos turísticos do estado, o município também recebeu recursos do Estado para ações em infraestrutura, educação e agricultura familiar.

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) elabora o projeto para pavimentação de 57,7 km, de um total de 109 km, da MT-244, entre o distrito de Bom Jardim e o município de Nova Brasilândia.

Também por meio da Sinfra, Governo do Estado e Prefeitura preparam convênio para solucionar um problema antigo de alagamento sofrido por, pelo menos, 300 famílias dos residenciais Daury Riva e André Maggi, especialmente no período chuvoso. O projeto, elaborado pela prefeitura, prevê investimentos de R$ 4,3 milhões em obras de drenagem e pavimentação.

Moradores construíram mureta por causa do alagamento – Foto Sinfra/MT 

Educação

Por meio da Secretaria de Estado de Educação, foi totalmente reformada a Escola Estadual Marechal Cândido Rondon, localizada na comunidade do Projeto de Assentamento Coqueiral Quebó. O prédio estava interditado desde 2012, por graves problemas estruturais, embora tivesse sido entregue no anterior.

Foram investidos, pelo Programa Mais MT, R$ 2,041 milhões  em oito salas de aula, biblioteca, salas multifuncional e de música, parte administrativa, banheiros, cozinha, refeitório e acessibilidade.

A Escola Estadual Marechal Cândido Rondon foi totalmente reformada – Foto Seduc

Agricultura familiar

Na atual gestão, entidades e associações ligadas à agricultura familiar foram beneficiadas com uma patrulha mecanizada composta por um trator agrícola 4×4 com potência de 110 CV, uma carreta basculante com capacidade para seis toneladas e uma grade aradora com 18 discos de 28 polegadas.

Turismo

Responsável pelo setor de serviços como o segundo maior componente do PIB municipal, o turismo nobrense, atualmente sofrendo os efeitos da pandemia do coronavírus, está no calendário da secretaria adjunta de Estado de Turismo.

Estão previstas para o próximo mês duas parcerias para promoção do município como destino turístico. Influenciadores digitais e apresentadores de televisão estarão no município para divulgar suas belezas naturais.

Gruta Azul, distrito de Bom Jardim, em Nobres – Foto Marcos Vergueiro

Saúde e repasses

A Secretaria de Estado de Saúde repassou ao município 1.300 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 56.130 comprimidos, entre azitromicina (6.901), ivermectina (5.521) e dipirona (43.708), também distribuído em gotas, com 1.074 frascos.

Entre 2020 e 2021, o Governo do Estado repassou R$ 13,6 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab; R$ 1,597 milhão em assistência social, transporte escolar e emendas parlamentares entre 2019 e 2020; e R$ 1,061 milhão em fundos de saúde entre 2019, 2020 e 2021.

Economia

Quatro indústrias de calcário (dados do Observatório do Desenvolvimento da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico –  Sedec) contribuíram para que o setor industrial, com R$ 269,27 milhões, fosse o maior componente do PIB municipal, de R$ 669,96 milhões, em 2018.

Serviços (R$ 174,52 milhões), administração pública (R$ 96,9 milhões), agropecuária (R$ 64,118 milhões) e impostos (R$ 65,059 milhões) fecham a soma. O PIB per capita é R$ 43.679,82.

Neste mesmo ano, salários e outras remunerações do pessoal ocupado no município responderam por R$ 72,56 milhões.

Embora a agropecuária não seja o setor econômico preponderante, como em boa parte dos municípios mato-grossenses, tanto a produção de soja e milho (respectivamente, 132,2 mil e 114,7 mil toneladas) quanto a pecuária, especialmente o rebanho bovino (111,7 mil cabeças), são expressivas.

Nobres produz ainda arroz, banana, cana-de-açúcar, coco da baía, limão, feijão, mandioca, melancia, melão e tomate, peixe em cativeiro e mel de abelha. Na pecuária, possui ainda rebanho galináceo, suínos, equinos e ovinos.

A frota municipal em 2020, segundo o Denatran, era de 10.166 veículos (um veículo a cada 1,5 habitante), a maioria formada por motocicletas e motonetas (4.442 unidades),  automóveis (3.049) e caminhonetes (980),além de caminhões, quadriciclos, ônibus, micro-ônibus, etc.

Histórico

Nobres surgiu de três sesmarias: Bananal, Francisco Nobre e Pontezinha. O nome, usado no plural, designa os Nobres, titulares de uma das sesmarias. A movimentação na região é bastante antiga, por ser rota de passagem entre Cuiabá, Rosário Oeste e Diamantino.

Onde hoje se situa a sede municipal, formou-se a povoação de Seis Marias, corruptela de sesmaria. Com o tempo, o nome foi alterado para Bananal, por causa dos extensos bananais.

Em 1936, na divisão territorial de Mato Grosso, aparece como Nobres. Em 1943, foi criado o distrito de Paz de Nobres, jurisdicionado a Rosário Oeste. Em 1962, um decreto legislativo desapropriou área para formação do patrimônio.

Elevado a município, em 1963, desmembrado Rosário Oeste e Chapada dos Guimarães, foi instalado em 1º de maio de 1965. Atualmente, é constituído de 3 distritos: Nobres, Bom Jardim e Coqueiral.

Rica em belezas naturais, como a Lagoa Azul em Bom Jardim, possui sítios arqueológicos com pinturas e inscrições rupestres. O povoado também recebeu a primeira hidrelétrica construída no estado, atualmente desativada.

Fonte: GOV MT

Deixe um comentário