Operação cumpre oito mandados contra investigados por homicídio a mando de facção em Várzea Grande

Enderson Júlio da Silva Leite, de 23 anos, foi encontrado morto no dia 13 de maio de 2021, após mais de uma semana desaparecido. A polícia identificou quatro pessoas envolvidas no assassinato.
Compartilhe informação
Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) em Cuiabá investiga o caso — Foto: Reprodução/TVCA

Por g1 MT

Oito mandados de prisão e de busca e apreensão contra investigados por um homicídio cometido a mando de uma organização criminosa em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, são cumpridos pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá (DHPP), nesta segunda-feira (20).

A ação faz parte de mais uma etapa da operação ‘Comando da Lei’.

De acordo com a Polícia Civil, o Núcleo de Repressão a Homicídios praticados por integrantes de organizações criminosas da DHPP apurou o assassinato de Enderson Júlio da Silva Leite, 23 anos, ocorrido em maio do ano passado.

O corpo foi localizado no dia 13 de maio de 2021, na região do Bairro Formigueiro, já em estado de decomposição. A vítima estava com mãos, pés e o pescoço amarrados.

Segundo a polícia, Enderson ficou desaparecido por mais de uma semana, depois de ser retirado de casa, no dia 6 de maio, no Residencial São Benedito, por três pessoas que o obrigou a acompanhá-las.

Familiares registraram o desaparecimento de Enderson no Núcleo de Pessoas Desaparecidas da DHPP e, com a localização do corpo, as investigações passaram para o núcleo que apura crimes cometidos a mando de organizações criminosas.

Conforme o inquérito conduzido pelo delegado Caio Fernando Albuquerque, os investigados – de 26, 31, 28 e 45 anos – respondem pelos crimes de homicídio qualificado, ocultação de cadáver e integração de organização criminosa.

Além desses crimes, a equipe da delegacia apurou seis tentativas de homicídio praticadas pelo mesmo grupo.

A operação é realizada com o efetivo da DHPP de Cuiabá e apoio do Grupo de Operações Especiais (GOE) da Polícia Civil e do Centro Integrado de Operações Aéreas de Segurança Pública (Cioaper).

Participe de nosso grupo no WhatsApp
Entre Clicando no botão
 

 

Parceiros

     

 

 

Compartilhe informação
Veja também