PF prende suspeitos de cometerem crimes para financiar facção criminosa em MT

PF prende suspeitos de cometerem crimes para financiar facção criminosa em MT
Compartilhe informação
Polícia Federal faz busca e apreensão em casas de suspeitos em MT — Foto: PF/MT

Por g1 MT

A Polícia Federal de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá, deflagrou nesta quinta-feira (23) a Operação Segundo Caminho, com o intuito de apurar a participação de membros de uma facção criminosa que patrocinou candidatura de um dos alvos ao cargo de vereador nas eleição municipais de 2020.

O nome da operação é referente a declaração de um dos alvos que afirmou que no mundo do crime existem três caminhos: a igreja, a prisão ou a morte.

Dinheiro lícito encontrado em casa de suspeitos  — Foto: PF/MT
Dinheiro lícito encontrado em casa de suspeitos — Foto: PF/MT

A Operação Segundo Caminho é desdobramento da Operação Captura de Estado, deflagrada em 2020. Os policiais investigam a atuação de indivíduos que cometiam vários crimes como tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, para financiar uma facção criminosa atuante na região do Vale do Araguaia.

Nove mandados de busca e apreensão e dois mandados de prisão preventiva foram expedidos pela Justiça Comum Estadual de Cuiabá. Os mandados foram cumpridos em CuiabáRondonópolisVárzea Grande e Barra do Garças.

PF usou cães farejadores na operação em MT — Foto: PF/MT
PF usou cães farejadores na operação em MT — Foto: PF/MT

Quando somadas, as penas máximas dos crimes passam de 20 anos de reclusão.

Devido a investigação envolver uma facção criminosa, a Polícia Federal utilizou também três cães farejadores durante as buscas.

Polícia Federal faz busca e apreensão em casas de suspeitos em MT — Foto: PF/MT
Polícia Federal faz busca e apreensão em casas de suspeitos em MT — Foto: PF/MT

Participe de nosso grupo no WhatsApp
Entre Clicando no botão
 

 

Parceiros

     

 

 

Compartilhe informação
Veja também