Plano de Demissão Voluntária da Empaer já teve mais de 60 adesões e deve gerar economia de R$ 86 mi

Compartilhe Nossas Notícias

O Plano de Demissão Voluntária (PDV) da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) recebeu 60 adesões desde o seu início, em 19 de janeiro. A intenção do governo é conseguir economizar, nos próximos anos, até R$ 86 milhões.

Estão aptos a aderirem o Plano em torno de 280 servidores, que precisam ter idade igual ou superior a 45 anos até a data de desligamento e no mínimo 20 anos de trabalho. A diretora de Administração Sistêmica da Empaer, Flávia de Souza Almeida, fala que o PDV é uma das alternativas adotadas pelo Governo do Estado para reduzir custos, aumentar a eficiência da empresa e valorizar os colaboradores.

De acordo com a diretora Flávia, com a adesão dos funcionários estima-se economizar R$ 86 milhões até o ano de 2023. Ela explica que a empresa terá uma economia progressiva para otimizar os recursos e assegurar a continuidade dos trabalhos prestando serviço a agricultura familiar. O prazo máximo para o desligamento dos empregados é de 24 meses

Almeida explica que foi feito um trabalho para buscar solução e gerar incentivos para os funcionários, redução da folha de pagamento e, consequentemente, economia aos cofres do Governo do Estado. “São empregados que muito contribuíram nesses 56 anos da empresa e merecem todo nosso respeito e gratidão. A Empaer é uma empresa essencial para o desenvolvimento do Estado e após a implantação do PDV se reestruturará para uma mudança radical em sua forma de atuação e atendimento aos agricultores familiares”, destaca.

O empregado que optar pelo PDV tem 30 dias, a partir da publicação, para manifestar a adesão. No ato da homologação da rescisão do contrato de trabalho o empregado receberá as verbas rescisórias referentes aos direitos trabalhistas previstos no Acordo Coletivo, na modalidade de dispensa sem justa causa, mais o incentivo financeiro com o pagamento de três remunerações por adesão, além de indenização no valor de R$ 0,55 sobre o último salário, multiplicado pelos anos trabalhados até a data do desligamento.

Segundo Flávia, como alternativa e medida de segurança para o servidor devido ao novo Coronarívus (Covid-19), a Comissão de Avaliação do PDV está recebendo os pedidos de adesão principalmente via email e presencial. A Comissão é composta por cinco membros que auxiliam principalmente os funcionários do interior do Estado. O encerramento das adesões está previsto para o dia 18 de fevereiro.

OLHAR DIRETO


Compartilhe Nossas Notícias