Polícia fecha o cerco contra “tribunal do crime” e prende três

Compartilhe Nossas Notícias

DA REDAÇÃO

Oito mandados, sendo três de prisões preventivas e cinco de buscas e apreensões domiciliares, foram cumpridos na manhã desta terça-feira (30.03) em Rosário Oeste (128 km ao norte de Cuiabá), na operação Themis deflagrada pela Polícia Civil com apoio da Polícia Militar.

As ordens judicias foram decretadas pela Vara Única da Comarca de Rosário Oeste, após investigação da Delegacia de Polícia da cidade para esclarecer o crime de tortura praticado pelos suspeitos, alvos dos mandados e membros de uma facção criminosa instalada na região.

Segundo apurado pela Polícia Civil, os investigados exercem as funções de julgadores e aplicadores de castigos de um “tribunal do crime”, criado pela organização.

Durante o trabalho operacional, os policiais civis e militares efetuaram a prisão de dois jovens. Um deles de 26 anos foi autuado em flagrante por tráfico de drogas. O segundo preso, de 24 anos, foi detido por supostamente possuir em sua residência ligação clandestina de energia elétrica.

Além das prisões, foram apreendidas duas porções de pasta base de cocaína, ácido bórico, balança de precisão, aparelhos celulares e mais de R$ 1 mil em dinheiro.

Encaminhados até a Delegacia de Rosário Oeste, os conduzidos foram interrogados pelo delegado Gustavo Godoy Alevado. Após a confecção dos autos, os presos foram levados para a Cadeia Pública de Nobres (146 km a médio norte da Capital), onde ficarão à disposição da Justiça.

Participaram da operação Themis os policiais civis de Rosário Oeste integrados com os militares do 7 º Batalhão de Polícia Militar e da Força Tática do 2º Comando Regional da Polícia.

O nome da operação faz referência a Themis (ou Têmis), deusa grega da justiça, personificação da ordem e da lei e protetora dos oprimidos.

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias