Polícia revela que um dos assassinos de empresária é líder de facção

Compartilhe Nossas Notícias

SÍLVIA DEVAUX

DA REDAÇÃO

O latrocida Pedro Paulo de Arruda, de 29 anos, preso pelo assassinato da empresária Rosimeire Soares Peri, de 56 anos, em Várzea Grande, faz parte da facção criminosa Comando Vermelho (CV).

De acordo com a Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Pedro é acusado de enrolar o corpo da empresária em um saco plástico, um cobertor e depois desovar em uma região de mata da Passagem da Conceição, no município.

O faccionado foi detido em casa, no bairro São Mateus, em Várzea Grande, na noite de quinta-feira (18), pelo Batalhão de Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), com 16 kg de cal para utilizar no crime.

À Rotam ele admitiu ter participado do crime e afirmou que iria usar o material químico para mascarar o cheiro do corpo e acelerar o processo de decomposição. Porém negou em depoimento na DHPP e o cal era para pintar o seu lava-jato.

Na região onde mora, ele seria conhecido por ser traficante e ainda por exercer função de líder da organização, a ‘voz do Comando Vermelho’.

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias