Por que Cuiabá não tem vacinação drive thru e outros pontos de imunização?

Compartilhe Nossas Notícias

Queixas sobre aglomeração no Centro de Eventos do Pantanal se tornaram constantes e vereadores já procuraram a Justiça e o MP

Foto: Ednilson Aguiar/O Livre

Em Cuiabá, diferente de outros lugares do país, a vacina contra a covid-19 é aplicada exclusivamente no Centro de Eventos do Pantanal. Para receber a dose, é preciso se deslocar até o ponto, que fica no Bairro Santa Marta.

Mas por que manter um único local e não instalar pontos de vacinação drive thru? Essa é a pergunta que ronda a cabeça de muitos cuiabanos, especialmente, depois dos episódios de aglomeração registrados nesta semana.

A Prefeitura diz que segue “rigorosamente” o Plano Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde.

A recomendação é que as pessoas imunizadas sejam observadas por 30 minutos após a aplicação da vacina. Em alguns casos, reações adversas (não relacionadas a eficácia do imunizante) podem ser observadas por motivos emocionais, como ansiedade para receber a dose, por exemplo.

Além de seguir a norma, a concentração da vacinação em um único ponto tem outros motivos: segurança e o baixo número de doses.

Outro motivo é o baixo número de doses que recebemos. Temos mais de 100 postos de saúde, se formos dividir a quantidade de doses que recebemos, serão pouquíssimas doses. Outro problema é a segurança, porque precisamos de policiamento 24h”, explica a prefeitura.

Segundo, Valéria de Oliveira, coordenadora da campanha, a criação de três novos postos de vacinação é estudada, mas a implantação só deve acontecer quando o município receber uma grande quantidade de vacinas. Os possíveis locais não foram divulgados.

Aglomeração

As questões sobre o único ponto de vacinação começaram a ser debatidas depois que aglomerações foram registradas no Centro de Eventos. Os portões do local chegaram a ser fechados para evitar mais aglomeração.

Segundo a secretária de saúde, Ozenira Félix, uma fake news sobre um cronograma de imunização gerou 56 mil acessos simultâneos no sistema de agendamento para receber a vacina.

A falsa notícia dizia que Cuiabá imunizaria a população até 18 anos. O município, porém, está aplicando a vacina na população idosa. A prefeitura registrou um boletim de ocorrência sobre o caso.

Denúncias

As aglomerações no local de vacinação, contudo, têm sido alvo de críticas e denúncias dos vereadores.

Edna Sampaio, do PT, foi à Justiça contra a prefeitura. Numa ação protocolada na 2ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá, ela pede a descentralização e adoção do sistema de vacinação drive thru, estabelecendo multa em caso de descumprimento.

Diego Guimarães (Cidadania) procurou o Ministério Público para denunciar a aglomeração. Em live nas redes sociais, o parlamentar classificou o local como “a maior aglomeração do Estado de Mato Grosso”.

O Livre


Compartilhe Nossas Notícias