Prefeitura de Rondonópolis perde meio milhão e alega golpe

Dinheiro foi transferido para oito contas diferentes; Polícia investiga o caso
Compartilhe informação
Prefeito Zé Carlos do Pátio amarga mais um golpe à Prefeitura
Reprodução

 “MAIS UM PRA CONTA”

A Prefeitura de Rondonópolis caiu em mais um golpe e perdeu quase meio milhão de reais, no mês de fevereiro. Uma funcionária da Secretaria de Finanças caiu no golpe e realizou transferências bancárias que somam R$ 463,7 mil.

Uma mulher, que deu o nome de Ana Maria, entrou em contato com a servidora E.K.F.A., se passando por funcionária da Caixa Econômica. Ela alegou que precisava fazer a “atualização do módulo de segurança” da conta bancária da secretaria, no dia 24 de fevereiro.

E.K.F.A. entrou em contato com o secretário de Finanças, Rodrigo Silveira Lopes, e ele a autorizou a atualizar os supostos dados, mas pediu que não passasse senhas e chave de acesso à conta.

De acordo com E.K., esses dados não foram passados. No entanto, a golpista lhe passou um link do Internet Banking da Caixa e a servidora foi preenchendo os dados online. Isso foi o bastante para que os golpistas tivessem acesso à conta.

Consta no boletim de ocorrência que, no dia 7 de março, por volta das 10 horas da manhã, a servidora recebeu uma ligação do assistente de varejo da Caixa Econômica, que disse se chamar Dário José Maciel Zozar, perguntando se transação bancária, na modalidade TED, “de sexta-feira”, havia dado certo.

Neste momento, E.K.F.A. entrou na conta em que a Prefeitura recebe repasses de convênios com o Governo Federal e descobriu que haviam sido feitas transferências para oito contas diferentes, totalizando o valor de R$ 463.700,00.

As contas de destino eram dos bancos Santander, Banco Juno, Banco do Brasil, Banco Inter e Banco C6.

A Secretaria de Finanças oficializou a contestação junto à Caixa Econômica e registrou o boletim de ocorrência. Além disso, afirma que trocou as senhas e chaves de acesso das contas.

Outro caso

Não é a primeira vez que a Prefeitura de Rondonópolis, comandada por Zé Carlos do Pátio (SD), cai em um golpe.

Em 2020, no início e auge da pandemia da covid-19, comprou respiradores falsos no valor de R$ 4 milhões, de uma empresa de fachada. Até hoje, somente parte desses valores pôde ser recuperada.

EUZIANY TEODORO
REPORTERMT

Participe de nosso grupo no WhatsApp
Entre Clicando no botão
 

 

Parceiros

     

 

 

Compartilhe informação
Veja também