Rejeitada no PT, Serys sinaliza apoio a Lula e detona Bolsonaro

Reprodução – Ex-petista anunciar que tendência é apoiar ex-presidente e criticou “familiocracia” de Bolsonaro
Compartilhe informação
A pré-candidata ao Senado, Serys Slhessarenko

Rejeitada no Partido dos Trabalhadores (PT) e impedida de disputar a reeleição ao Senado em 2010, a ex-senadora Serys Slhessarenco afirmou que irá apoiar a reeleição do ex-presidente Lula, nas eleições deste ano. Ela afirmou que seguirá o seu atual partido, PSB, que está em uma federação com PT, PV e PCdoB.

Lula anunciou a pré-candidatura à presidência composta com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSB) como vice. A chapa deverá concorrer com o presidente da República Jair Bolsonaro, que é pré-candidato a reeleição.

Já a ex-senadora foi lançada pelo PSB em Mato Grosso, nesta semana, como um dos principais nomes para a disputa por uma das oito cadeiras do Estado na Câmara Federal.

“Eu tive toda uma história no PT. São três mandados de deputada e um de senadora, são 20 anos de história dentro do Partido dos Trabalhadores. Inclusive, essa é minha tendência [apoiar o PT nas eleições]”, disse. 

“Somos do partido do Alckmin e isso terá uma importância significativa. Ele é o vice-candidato do presidente Lula”, acrescentou. 

Serys disse não haver possibilidade de apoiar Bolsonaro, a quem disparou uma série de críticas. Uma delas é quanto a aprovação do projeto que cria o “marco legal das garantias de empréstimos” aprovada na Câmara no início do mês, e encaminhada ao Senado.

A proposta é de autoria do Governo Bolsonaro e, entre os principais pontos, está a possibilidade de penhora do único imóvel de uma família, em caso de inadimplência.

“É um escárnio contra a população. Porque se você tiver uma casa, que você construiu a duras penas, simples e modesta, o banco pode vir e despejar você. Isso é justo?”, questionou.

“Não fizeram uma casa nesse Governo e ainda estão despejando quem tem”, completou.

Leia mais sobre o assunto:

PSB anuncia que Serys disputará cadeira na Câmara Federal

CÍNTIA BORGES
DO MIDIA NEWS

Participe de nosso grupo no WhatsApp
Entre Clicando no botão
 

 

Parceiros

     

 

 

Compartilhe informação
Veja também