Cidades - MT Destaque Agora

SUSTO NO SHOPPING: Menino de 2 anos desaparece de “espaço kids” do restaurante Coco Bambu

O menino foi encontrado minutos depois, no estacionamento do shopping, e entregue aos pais por um militar do Corpo de Bombeiros. (Criança fugiu do “espaço kids” do restaurante Coco Bambu, em Cuiabá.)

Uma criança de apenas dois anos fugiu do “espaço kids” do restaurante Coco Bambu, localizado no Shopping Estação, em Cuiabá, no dia 13 de janeiro. O menino foi encontrado momentos depois, no estacionamento do estabelecimento, por um militar do Corpo de Bombeiros.

Na Justiça, os pais da criança exigem que o restaurante forneça as imagens gravadas pelas câmeras de segurança do local para saber como o menino saiu do local, bem como a nota fiscal dos serviços contratados no dia do ocorrido.

De acordo com informações do processo, os pais relataram que foram até o restaurante Coco Bambu no dia 13 de janeiro, com seus dois filhos, de 8 e 2 anos, e pagaram R$ 29,80 para as duas crianças ficarem no “espaço kids” do estabelecimento.

A menina, mais velha, recebeu uma pulseira verde, pois, podia sair do espaço sem o acompanhamento dos pais. Já o menino, recebeu uma pulseira vermelha, que só podia sair acompanhado dos responsáveis.

Por volta das 22h, a menina foi até as mesas dos pais bastante assustada e disse que seu irmão não estava mais no “espaço kids”. A mãe foi até o local e questionou a monitora sobre onde o menino tinha ido, que respondeu que ele estava em um brinquedo. No entanto, o menor já havia deixado o espaço.

Os pais relataram, no processo, que não tiveram nenhuma ajuda dos seguranças do restaurante e recorreram à equipe do Shopping Estação.

Minutos depois, uma mulher relatou ter visto uma criança sendo encontrada no estacionamento do shopping. Logo em seguida, um militar do Corpo de Bombeiros desceu a escada rolante com o menino no colo e entregou aos pais.

Ao saber do desaparecimento da criança, o proprietário do restaurante se desculpou pelo ocorrido e prometeu que enviaria as imagens das câmeras de segurança para os pais, o que não foi feito.

O casal também insistiu em pagar a conta do restaurante, para conseguir a nota fiscal, mas os funcionários se recusaram a fornecer.

O caso foi parar na Justiça e está sob análise da juíza da 8ª Vara Cível de Cuiabá, Ana Paula da Veiga Carlota Miranda. Em sua decisão, proferida na sexta-feira (23), a magistrada deu cinco dias para o restaurante Coco Bambu fornecer as imagens das câmeras de segurança do dia do ocorrido, bem como a nota fiscal dos serviços contratados.

“Intime­-se o réu para responder à ação, no prazo de 05 dias a contar da sua intimação. Cumpra­-se por oficial de justiça plantonista”, diz trecho do processo.

Outro lado

O  reportermt tentou entrar em contato com o restaurante Coco Bambu e com o Shopping Estação, mas as ligações não foram atendidas.

REPORTERMT

Deixe um comentário