Vereador defende filho acusado de estuprar criança de 12 anos: ‘Tem corpo de mulher’

Compartilhe Nossas Notícias

O LIBERAL

Um vereador chileno causou indignação ao defender seu filho, acusado de estuprar uma criança de 12 anos, alegando que a vítima “tem corpo de mulher“. Na declaração, Ivan Roca, membro do partido de direita União Democrática Independente do Chile, ainda sugeriu que os pais da menina são culpados porque “deveriam tê-la protegido melhor”.

Roca fez a publicação no Facebook em defesa de seu filho Jurgen Roca Aguayo, de 33 anos, que está preso preventivamente enquanto aguarda julgamento. Entre vários absurdos ditos pelo vereador, ele chegou a declarar ser uma “tragédia” o fato de existirem tantos jovens presos “pelo mesmo motivo”. 

No post, ele ainda insinuou que, para “evitar esse tipo de sofrimento”, as jovens deveriam ser acompanhadas pelos pais, além de serem “controladas cuidadosamente”. 

 

Após muita polêmica, o político disse que suas palavras foram “tiradas do contexto”. Depois, em entrevista ao jornal chileno El Desconcierto, ele manteve parte do discurso, fez algumas alterações significativas para se retratar e afirmou que “só o homem paga o preço pelo crime“.

Repórter MT


Compartilhe Nossas Notícias