Política

Witzel sofre impeachment e perde o cargo de governador do RJ

O agora ex-governador ficará impedido também de ocupar cargos públicos por um tempo que ainda será determinado

Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

O Tribunal Especial Misto formou maioria, nesta sexta-feira (30), para para aprovar o impeachment do governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Dessa forma, ele perdeu definitivamente o cargo.

Com o voto de Alexandre Freitas (Novo), o tribunal alcançou os sete votos necessários (dois terços) para a condenação. Witzel não tem mais chances de retornar ao posto.

Investigação

O ex-governador é investigado por crimes de responsabilidade. As acusações são de fraudes na compra de equipamentos e celebração de contratos durante a pandemia da covid-19.

De acordo com a investigação, Witzel teria usado do momento para criar contratos fraudulentos com o intuito de enriquecimento pessoal.

Votação pelo Impeachment

Votam pela perda definitiva do cargo os deputados estaduais Waldeck Carneiro (PT), relator, Carlos Macedo (Republicanos), Chico Machado (PSD) e Alexandre Freitas (Novo); e os desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro José Carlos Maldonado, Fernando Foch e Teresa Castro Neves.

Ainda faltam os votos da deputada Dani Monteiro (Psol) e das desembargadoras Inês da Trindade e Maria da Glória Bandeira de Mello.

O Livre

Deixe um comentário